domingo, 25 de novembro de 2018

100 anos da paz mundial

O Núcleo Voluntários de Piracicaba participou da solenidade comemorativa aos 100 anos do armistício da Primeira Guerra Mundial, realizado em Piracicaba, na Praça Cícero Corra dos Santos, ao lado do Estádio Barão da Serra Negra. Nesta praça, foi plantada em novembro de 1918 uma árvore da espécie sapucaia, na intenção de representar o armistício do conflito assinado dia 11 daquele mês.

A solenidade contou com a presença de autoridades, da diretoria do Núcleo, além da representação da PM Ambiental e do Exército através do TG 02-028. O Tiro de Guerra marcou presença com o toque do silêncio executado por um dos atiradores.

Segundo informações da professora Valdiza Caprânico, presidente do IHGP, a sapucaia centenária foi plantada pelo seu avô Antonio Caprânico em comemoração ao fim da 1ª Guerra Mundial, em 1918. Caprânico trouxe de sua fazenda várias mudas de sapucaia e veio plantando pelo caminho, até chegar a Piracicaba. De todas, só a da avenida Independência com a rua Moraes Barros, local onde havia um bosque, acima da casa da família, resistiu. O bosque, depois, deu lugar ao Estádio Barão de Serra Negra.

A árvore-símbolo da cidade, que mede aproximadamente 12 metros de altura e 4,80 metros de circunferência, ganhou atenção especial e proteção quando, em 12 de novembro de 2004, por meio do Decreto nº 10.935, foi tombada como Patrimônio Histórico e Cultural. Em 2009, já na Administração do prefeito Barjas Negri, pelo decreto 13.354, tornou-se imune ao corte.

Além do seu valor histórico, e, também por conta de seu valor paisagístico e ecológico, a sapucaia é constantemente acompanhada pelos técnicos da Sedema, que realizam vistorias periódicas, podas e exames, como ultrassonografia, para manter sua saúde e beleza.







quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Solenidade dos 86 anos da Revolução Constitucionalista

Confira mais fotos da solenidade que lembrou os 86 anos da Revolução Constitucionalista, realizada dia 9 de Julho de 2018, na Praça José Bonifácio em Piracicaba. Fotos de Oswaldo Novello.

















segunda-feira, 30 de julho de 2018

Banda União Operária

A solenidade pelos 86 anos da Revolução de 1932, realizada dia 9 de Julho de 2018, na praça José Bonifácio, Piracicaba, contou com a participação especial da Banda União Operária. Confira as fotos de autoria de Oswaldo Novello.











quinta-feira, 26 de julho de 2018

Visita ao Monumento do Soldado


O presidente do Núcleo Voluntários de Piracicaba, jornalista Edson Rontani Júnior, e o vice-presidente, tenente PM André Manoel da Silva, visitaram recentemente o Monumento ao Soldado Constitucionalista, situado na praça José Bonifácio, Centro de Piracicaba, por ocasião da solenidade do 9 de Julho deste ano.

terça-feira, 24 de julho de 2018

TG 02-028

Confira fotos da participação do TG 02-028 na solenidade do 9 de Julho de 2018. Fotos de Oswaldo Novello.













domingo, 22 de julho de 2018

Grupos de Escoteiros


O Grupo de Escoteiros Tamandará e o Grupo de Escoteiros Piracicaba participaram da solenidade em lembrança aos 86 anos da Revolução Constitucionalista, realizada dia 9 de Julho de 2018, na Praça José Bonifácio, pelo Comitê de Eventos Cívicos Municipais.

terça-feira, 17 de julho de 2018

Câmara promove exposição de objetos relacionados à Revolução



A Câmara de Vereadores de Piracicaba promove exposição de objetos relacionados à Revolução Constitucionalista de 1932, no hall do Departamento de Documentação e Transparência, localizado no terceiro andar do prédio anexo (rua São José, 547, Centro). As visitas seguem até o dia 31, de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 17 horas, exceto feriados.

Sob curadoria do historiador Fábio Bragança, diretor do Departamento de Documentação e Transparência, a mostra traz uniformes, bandeiras, flâmulas e objetos do período, incluindo itens que pertenceram ao ex-combatente Joaquim Moreno, natural de Bauru e que morreu em 27 de dezembro de 2010, aos 96 anos, em Piracicaba. O acervo de Moreno foi doado à Câmara em 2011, pela filha Dircéia Moreno Moreira.

Data magna no Estado de São Paulo desde 1997, o 9 de Julho é o dia em que os paulistas pegaram em armas para lutar pelo regime democrático. Na época, 800 soldados e voluntários piracicabanos lutaram contra as tropas federais no Vale do Paraíba e no sul do Estado.

O movimento era em favor da destituição do governo provisório de Getúlio Vargas, que dois anos antes assumira o poder no país, fechou o Congresso e aboliu a Constituição. O Estado pedia a promulgação de uma nova Constituição Federal.