sexta-feira, 30 de maio de 2014

Solange Zaparolli de Oliveira


Na foto, João Manoel dos Santos (Presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba), Solange Zaparolli recebendo a medalha MMDC e Anna Prado.


Solange Zaparolli de Oliveira possui pós-graduação na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) ”Lato Sensu” em Gestão Educacional, (2007). Possui graduação em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ouro Fino (1996) e graduação em Ciências Sociais pelo Instituto Superior de Ciências Aplicadas (1985). Tem experiência na área de Educação com ênfase em ensino e aprendizagem nas áreas de História, Geografia e Gestão Escolar. Atualmente leciona em cursos superiores. É gestora em escola pública do estado de São Paulo. Atua como professora de pedagogia na Faculdade Anhanguera- Santa Bárbara e na Faculdade Anhanguera- Piracicaba. Venceu o Prêmio Belgo do Meio Ambiente2005/2006 da Fundação Belgo – Grupo Arcelor. Recebeu moção de aplausos da Câmara de Vereadores de Piracicaba como a primeira escola classificada no Renageste.

quarta-feira, 28 de maio de 2014

Míris Cristina Parazzi Folster

Miris em seu pronunciamento após receber a Medalha MMDC do Núcleo Voluntários de Piracicaba


Míris Cristina Parazzi Folster é nascida em Santa Bárbara D`Oeste (S.P.), pedagoga com pós-graduação em Psicopedagogia e mestre em Educação Sócio Comunitária. É professora da Faculdade Anhanguera de Piracicaba, da Faculdade Dom Bosco de Piracicaba - ministrando diversas matérias no curso de Pedagogia e professora de Musicalização Infantil do Colégio Dom Bosco de Americana. Ministrou várias palestras em renomadas Faculdades do país e no exterior. Participou de inúmeros projetos de voluntariado entre eles um que vem sendo desenvolvido na Favela da Portelinha em Piracicaba (uma parceria com a Faculdade Anhanguera).

domingo, 25 de maio de 2014

Karina Gardin Amaral

Karina Amaral e o vereador João Manoel dos Santos


KARINA GARDIN AMARAL nasceu em 28 de dezembro de 1973 em Campinas (S.P.). É graduada em pedagogia (pela Universidade Metodista de Piracicaba) e pós-graduada em psicopedagogia (Universidade Castelo Branco), pós-graduada em Gestão Escolar (Facecap), pós-graduanda em neuropsicologia (Unicamp). Atuou como educadora na Cooperativa Educacional de Piracicaba, Faculdade Anhanguera Educacional, ULBRA/ Universidade Luterana do Brasil, Secretaria da Educação Município de Rio das Pedras, Colégio Aquarela Mágica e Escola Estadual “Prof. Aldo Silveira”. Trabalha como docente em sala de aula com crianças de Educação Básica, Educação Especial e Formação de Pedagogos e coordena o trabalho pedagógico da equipe diretiva e docente na Rede Regular de Ensino. Karina recebeu a Medalha e Comenda MMDC através do Núcleo Voluntários de Piracicaba em maio de 2013.

sábado, 24 de maio de 2014

Dia da Juventude Constitucionalista

O dia 23 de maio é uma data muito importante para a democracia brasileira. Nesta data, no ano de 1932, quatro estudantes paulistas foram mortos num confronto com a polícia. Martins, Miragaia, Dráusio e Camargo se manifestavam contra a ditadura de Getúlio Vargas.

A morte dos quatro estudantes foi o estopim de uma revolta paulista contra o governo e a favor de uma constituição. As iniciais dos nomes dos quatro estudantes, MMDC, passaram a ser o símbolo da revolta de São Paulo que eclode no dia 9 de julho e passa para a história com o nome de Revolução Constitucionalista de 32.

A revolução de 32 foi uma espécie de "revide" dos grupos que foram derrotados pela Revolução de 30. Estes grupos, ligados ao Partido Republicano Paulista (PRP), defendiam a instalação imediata da Assembléia Constituinte e acusavam Getúlio Vargas de retardar a elaboração da nova Constituição do país. Porém, almejavam recuperar o poder que perderam com a vitória política de Vargas.

O movimento MMDC mobilizou cerca de 100 mil homens, sendo a maioria representante da classe média. Organizaram-se em frentes de combate e se posicionaram nas divisas de São Paulo com Minas Gerais, com o Paraná e no Vale do Paraíba. Os paulistas aguardaram o apoio de outros estados, o que não aconteceu. No dia 3 de outubro as tropas paulistas se renderam diante da superioridade das forças federais.

Em São Paulo foi construído um monumento em homenagem aos estudantes. Trata-se do obelisco do Ibirapuera, projetado por Oscar Niemeyer, que serve de mausoléu para seus corpos. Ele pode ser avistado da Avenida 23 de Maio que recebera este nome como parte da homenagem aos heróis de 32.

O dia 23 de maio foi fundamental para os revolucionários, porque o povo saiu às ruas, para lutar pela constituição, por isso, nele se comemora o "Dia da Juventude Constitucionalista". Ele recorda a participação dos jovens no movimento e os quatro estudantes, vitimados pelos repressores. Em 9 de julho, MMDC são especialmente honrados, no "Dia do Soldado Constitucionalista", festa que ocorre só no estado de São Paulo.

domingo, 18 de maio de 2014

Maria Helena de Toledo Silveira Melo


João Francisco de Aguiar, Maria Helena e Ana Prado



MARIA HELENA DE TOLEDO SILVEIRA MELO é filha do ex-combatente da Revolução Constitucionalista de 1932, Joaquim Norberto de Toledo Junior, e da srª. Ana da Silva de Toledo. É nascida em São Paulo em 18 de março de 1953. Em 1996, Maria Helena e sua família passaram a residir em Jaguariúna, onde se encontram atualmente. Maria Helena fundou, a 18 de Julho de 2012, o 10° Núcleo de Correspondência da Sociedade dos Veteranos de 32/MMDC, o Núcleo "Trincheiras de Jaguariúna". Entre as honrarias que possui pelos relevantes serviços prestados à causa da manutenção da memória constitucionalista, foi Maria Helena agraciada com os diplomas de honra ao mérito Capitão João Rodrigues Gonçalves e General Brazilio Taborda e o Colar da Vitória, evocativo dos 80 anos da Revolução Constitucionalista de 1932.

domingo, 11 de maio de 2014

Dia das mães


Neste dia das mães de 2014, eleve seu pensamento ou oração às mães que sofreram pelos combatentes que, em 1932, lutaram por um ideal que garantiu a democracia no Brasil. A imagem acima, pertencente ao Monumento do Soldado Constitucionalista, situado na praça José Bonifácio, em Piracicaba, relata bem o momento e a amargura de duas mães, sendo uma delas a mãe do combatente que ora parte rumo ao fronte de batalha, e outra, sua esposa, segurando seu filho próximo ao colo, despedindo-se do marido que, talvez, não o veja novamente. Obra magistral que relata situação corriqueira na vida de muitos lares paulistas há 82 anos atrás, ela amargura o coração de qualquer um nos dias atuais. Duas mães, um idealista. O retorno deste idealista é uma icógnita mas, pelo desespero da mãe ajoelhada percebe-se que o autor quis homenagear as mães desesperadas que receberam apenas o corpo e objetos pessoais de um amado. Que neste dia das mães, tenhamos na consciência o importante papel da mãe como gestora de uma nova vida, ou de várias vidas, mas o sofrimento que a acompanha até o fim de duas vidas.





quinta-feira, 8 de maio de 2014

Na memória do Jornal de Piracicaba

Publicação do "Jornal de Piracicaba", edição de 5 de maio de 2014.


sábado, 3 de maio de 2014

Silas Romualdo


O secretário de Indústria Tarcísio Mascarim entrega a medalha MMDC ao comandante Silas Romualdo, apresentado por Edson Rontani Júnior, ao fundo



Outro agraciado, pelo Núcleo Voluntários de Piracicaba, com a Medalha MMDC, em 2013, foi Silas Romualdo, Capitão do Exército Brasileiro e Comandante da Guarda Civil do Município de Piracicaba. É natural de Itariri, S.P. Possui graduação e Licenciatura Plena em Matemática pela Faculdade Auxílio de Filosofia Ciência e Letras (Lins, S.P.). Tem especialização em Atualização Pedagógica na Universidade Federal de Rio de Janeiro. Atua como gestor de segurança no município, é presidente da Comissão Municipal de Defesa Civil, integra o Conselho Municipal de Segurança Pública – COMUSE e o Conselho Nacional de Secretários e Gestores de Segurança Pública. Recebeu a Medalha do Pacificador – Exército Brasileiro 2002; Colaborador Emérito da Secretaria Administração Penitenciária do Estado de São Paulo; título de Cidadão Piracicabano (2000) e o Diploma de reconhecimento do Mérito – Câmara Municipal – 2008. Foi comandante da Guarda Civil nas duas gestões do prefeito Barjas Negri (2005/2008 e 2009/2012).


Tarcisio Angelo Mascarin, Silas Romualdo e Ana Thereza Prado