sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Família Accorsi doa quadro de combatente ao Museu Prudente de Moraes


   Uma cerimônia simples, mas calorosa. Assim foi a entrega de quadro do combatente Walter Radamés Accorsi (reproduzido acima), feita pela família, para a reserva técnica do Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes, em Piracicaba. A solenidade ocorreu na tarde de 25 de julho, quinta-feira fria, no Auditório Maria Helena Rovay Benetton, situado no próprio Museu.

   A solenidade foi aberta pela diretora do Museu, Maria Antonieta Sachs Mendes que agradeceu a doação e falou da importância dos centros culturais como museus, pinacotecas e salões. Sentiu-se orgulhosa pela doação de tão importante personalidade piracicabana que, além de combatente na Revolução de 1932, teve sua inegável colaboração no Centro Espírita de Piracicaba, além de ser catedrático na Universidade Estadual de São Paulo através da ESALQ (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiróz) onde defendeu por décadas a fitoterapia (a cura de doença através de plantas).

   
   Em seguida, a palavra foi passada ao presidente do Núcleo Voluntários de Piracicaba, Edson Rontani Júnior (na foto acima, à direita) e ao fundador do Núcleo, Egydio João Tisiani (à esquerda). Rontani começou falando da pessoa iluminada que era Accorsi e lembrou que assim que a solenidade começou o céu se abriu e o sol surgiu, após cinco dias de constantes chuvas, temperaturas na faixa dos 8 graus durante pleno dia e poucos dias após um mini-tornado de 128 quilômetros por hora que deixou Piracicaba devastada. A comparação foi para mostrar que mesmo não fisicamente, Walter Radamés Accorsi fazia parte desta solenidade, devido à sua dedicação em vida à causa espírita, ao amor pelo próximo e a abnegação às coisas materiais.

 
   Em seguida, Walterly Accorsi (acima, à direita, ao lado da diretora Antonieta Mendes) falou sobre a honra que seu pai sempre teve em servir Piracicaba. A doação do quadro para futuras exposições sobre a Revolução de 1932 estava sendo planejada há mais de dois anos, porém, só se concretizou agora, ao final de julho de 2013. O quadro foi coberto pela bandeira do Estado de São Paulo e em seguida descerrada por Walterly que posou com seus familiares ao lado de tão oportuna homenagem.


   A solenidade também contou com a participação do poeta Ésio Pezzato que declamou a ODE AO SOLDADO, escrita nos anos 1980 e publicada em diversos jornais locais. Ésio, mais uma vez, emocionou a todos. Abaixo, o momento em que ele fazia sua apresentação.


  Baseado no propósito da família Accorsi, outra família doou na ocasião o quadro de outro combatente piracicabano, mas que viveu em São Paulo. Trata-se de Alberto Botelho, que agora também integra a reserva do Museu Prudente de Moraes.


   A doação foi feita à Maria Antonieta Sachs pela filha do combatente, Maria do Carmo, e sua viúva, Tereza Botelho, abaixo.

   Para conhecer mais sobre Walter Radamés Accorsi, clique aqui.

Nenhum comentário: