terça-feira, 16 de julho de 2013

Núcleo Voluntários de Piracicaba integra comemoração do 9 de julho




   O Núcleo MMDC – Voluntários de Piracicaba teve participação especial em solenidade alusiva ao 9 de julho de 2013, quando sessão solene da Câmara de Vereadores lembrou os 81 anos da Revolução Constitucionalista de 1932. O presidente do Núcleo, Edson Rontani Júnior, ocupou a mesa diretiva da solenidade, ao lado do vice-prefeito João Chaddad, do presidente da Câmara de Vereadores, João Manoel dos Santos, da comandante da Polícia Militar major Adriana Sgrignero Nunes, e outras autoridades.



O evento começou às 9h30 da terça-feira, 9 de julho, feriado estadual e ocorreu no Salão Nobre Helly de Campos Melges da Câmara de Vereadores. A alteração ocorre devido à instabilidade climática presenciada em Piracicaba nas últimas semanas. O Comitê de Eventos Cívicos também preocupou-se com a acomodação dos convidados e com os dois voluntários vivos. Houve um coffee-break na recepção e ao encerramento da solenidade.

Os dois voluntários homenageados : Iscar Bressan e Romeu Gomes

Na oportunidade, foram feitas homenagens a veteranos do levante e em memória aos que já faleceram. “A Democracia em que estamos vivendo é graças a estes abnegados que, de maneira voluntária, pediam o restabelecimento de uma Constituição, destituída após a subida ao governo central de Getúlio Vargas”, disse o vereador João Manoel dos Santos (PTB), presidente da Câmara de Vereadores de Piracicaba. “Em comparação ao que vivia-se em 1932, hoje é muito mais ‘fácil’ sair às ruas em prol de diversas causas, como temos visto recentemente em diversas cidades brasileiras”, acrescentou João Manoel.


 
O presidente do Núcleo MMDC, Edson Rontani Júnior, comentou sobre a importância dos veteranos no levante. Em Piracicaba, restam dois vivos : Iscar Antonio Bressan, com 100 anos, e Romeu Gomes, com 97 anos. Ambos receberam a Medalha MMDC da Sociedade de Veteranos de São Paulo. Rontani salientou a participação do coronel da Polícia Militar, Mário Ventura, com relação aos eventos cívicos e sua dedicação à causa da Epopéia Paulista. Agradeceu aos representantes do Núcleo Anna Thereza Prado (vice-presidente), tenente PM André Silva (ambos presentes) e o fundador do Núcleo Egydio João Tisiani. Na ocasião, o cerimonial entregou o Diploma MMDC aos agraciados em maio com a Medalha MMDC.






 Representando o prefeito Gabriel Ferrato, o vice-prefeito João Chaddad lembrou a situação da comunicação em 1932, quando os voluntários paulistas saíram contra o governo instaurado na época. “Hoje, temos informações a todo momento, em seus celulares, de diversas maneiras, naquela oportunidade, estes abnegados mal sabiam o que ocorria e lutavam a partir apenas daquele ideal, de restaurar a Constituição no País”, disse.



   Levantamento oficial aponta que 934 paulistas morreram na revolução que durou entre julho e outubro de 1932 – entre eles, estavam 20 piracicabanos –, mas dados extra-oficiais dão conta de que este número pode chegar a 2.200. “Para ter idéia do tamanho deste levante, o número de mortos é o dobro da quantidade de soldados brasileiros que foram à II Guerra Mundial, em 1944, quando o Brasil integrou a forças que retomaram a Itália dos fascistas”, comparou Edson Rontani Jr., sobrinho-neto de voluntário de 1932 e presidente do Núcleo M.M.D.C, voltado para manter a memória da Revolução Constitucionalista.

   Durante a solenidade, foram homenageados Iscar Antonio Bressan e Romeu Gomes de Oliveira, ex-voluntários piracicabanos ainda vivos. Também foram lembradas 16 voluntários já falecidos com entrega medalha a familiares. Receberam homenagens familiares dos ex-combatentes Armando Ferreira Alves, Christiano Marius Peetz, Giácomo Galdi, João de Aguiar, João Rocha, Joaquim Moreno, José Martins, José Pires Fleury Júnior, Júlio de Andrade, Leônidas Fogaça, Luiz Castilho, Luiz Gomes dos Reis, Mário Ducatti, Ormindo de Camargo, Silvino Carletto e Walter Radamés Accorsi.

   A solenidade contou com declamação da poesia “Ode ao Nove de Julho”, feita pelo poeta Ésio Pessato, entrega de Voto de Congratulações ao guarda João Erick da Silva Cerqueira, primeiro colocado no concurso da Guarda Civil Municipal (GCM) de autoria do vereador Pedro Kawai (PSDB) e homenagens a entidades e corporações parceiras para realização da celebração à data cívica.

Nenhum comentário: